Quem sou eu

Minha foto
Upanema, RN, Brazil
ENGENHEIRO AGRÔNOMO

domingo, 7 de novembro de 2010

Pequeno conto

No conto de hoje peço licença ao meu amigo Luiz Gonzaga de França Lopes para tratá-lo como personagem, principalmente pelo fato do próprio ter me confidenciado esta história numa das nossas demorada e prazerosa conversa.

Luiz cursava doutorado em São Carlos-SP, com sua enorme dedicação e empenho ao curso, teve um momento que se cansou.

Segundo ele os livros e o laboratório nunca deixaram de ser prazerosos, mas tem um momento que é preciso aliviar. Pois então, com muita saudade da família e dos amigos, só lhe restou sair um pouco: ir num parque, tomar um vinho, ir ao cinema, ver umas "minas", qualquer coisa servia. O importante era esquecer por um momento os livros, o computador e o orientador do seu doutorado.

Decidiu Luiz botar um tênis, uma calça jeans e uma camisa de malha, dispensou até o casaco pois não estava frio e foi ver o que se passava de interessante no cinema.

Ao escolher o filme, comprar a entrada e se dirigir a fila para ter acesso a tela mágica eis a surpresa:

- Olá Luiz, você por aqui, que surpresa! vamos ver o filme juntos?
Eis que seu professor orientador, por coincidência, já estava na fila pra assistir o mesmo filme que Luiz escolheu.

Luiz, sem titubear, respondeu imediatamente:
- Não Professor, estou só passando, bom filme pra você!

Luiz perdeu a grana da entrada e foi pro outro lado do Shopping tomar uma caipirinha para esquecer por uns instantes o seu dia-dia de estudante. Mas segundo ele foi melhor, precisava aliviar.

Um comentário:

  1. Luiz sempre sábio, até nas horas "chatas".
    Foi engraçado kkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir